Estamos prontos para a Série A?

Com o fim do Campeonato Mineiro para o América, é hora de passar a régua e analisar o que está por vir: o Campeonato Brasileiro da Série A! Vou dividir este texto em 3 partes: o que funcionou do fim da Série B para cá; o que não funcionou da Série B para cá e, por último, a conclusão disso tudo.

Foto: Mourão Panda / América

O que funcionou

  • Montagem do elenco

Mesmo com o título da Série B em 2017, era inevitável a busca por qualificar a equipe. Afinal, o desafio em 2018 seria (e será) um campeonato muito mais forte e com equipes muito mais qualificadas. Pois então, foi o América às compras. E fez isso bem, dentro de suas condições. Peças interessantes, como Rafael Moura, Aylon e Carlinhos chegaram já de início. Outros bons nomes chegaram em outro momento, como Ruy, Wesley e Judivan. Alguns nomes de composição de elenco também vieram, como Aderlan, Matheus Ferraz, Serginho e Capixaba.

Dos Campeões da B, algumas saídas sentidas, como a de Ernandes, algumas permanências nada empolgantes, como Renan Oliveira, Gerson Magrão e Luan, e outras permanências muito importantes, como Rafael Lima, Messias, João Ricardo, Zé Ricardo e outros. No geral, sobre montagem de elenco, considero que fizemos um bom trabalho, dentro das nossas condições.

  • Manutenção do treinador

A manutenção do treinador é, sem dúvida, outro acerto neste caminho entre a Série B e a A. Enderson Moreira se mostra um treinador competente, identificado com o clube, com tesão de realizar este trabalho no América e feliz por estar aqui. A “culpa” de quase tudo no futebol acaba caindo no treinador. Mas, no caso de Enderson no América, o considero mais parte da solução do que do problema.

  • Bom desempenho contra os pequenos

O bom desempenho do América contra os times do interior é uma boa coisa. É claro que, sozinho, esse desempenho não nos levará a nada em um ano de Série A. Mas, não deixa de ser um sinal de alguma regularidade e capacidade da equipe em enfrentar jogos teoricamente mais fáceis.

  • Manutenção de um bom desempenho defensivo

Ok. Não tivemos a mesma segurança defensiva da Série B do ano passado. Mas, ainda assim, tivemos uma defesa sólida em boa parte dos jogos do Campeonato Mineiro deste ano. Rafael Lima, principalmente, falhou em jogadas em que não falhava em 2017. Mas, segue sendo nosso capitão e peça importante para os desafios do “segundo semestre”.

O que não funcionou

  • Transformar a melhoria do elenco em melhoria em campo

Com um elenco mais qualificado que o de 2017 e um Campeonato Mineiro pela frente, muitos de nós passamos a esperar por uma equipe subindo de patamar dentro de campo. Na minha visão, isso não aconteceu. O argumento de necessidade de um tempo para entrosar as novas peças no esquema é válido. Mas, também é válido constatar que a evolução de desempenho (e não de resultado) foi praticamente zero do primeiro jogo da primeira fase até o último. Rafael Moura, por exemplo, continua tão desconexo do restante da equipe quanto no dia de sua estreia.

  • Utilização constante de peças que não funcionam

Desapegar daquilo que não funciona é condição importante para buscar um novo caminho. Jogadores como Renan Oliveira, Gerson Magrão e Luan, definitivamente, não contribuirão para um sucesso do América na Série A. Contribuíram na caminhada da Série B, mas para a Série A são fracos. Por isso, é injustificável que estes entrem com grande frequência, ainda, em partidas do América “na bica” do nosso maior desafio do ano. Subir de patamar na preparação para a Série A passa, necessariamente, por deixar pelo caminho quem não tem muito o que contribuir lá. Por mais cruel que isso possa ser.

Péssimo desempenho contra os grandes

Na Série A, nossos adversários estarão mais para Atlético e Cruzeiro do que para Caldense e Patrocinense. Isso é um fato! Com isso, ter tido bom desempenho contra os pequenos e péssimo desempenho contra os grandes deve ser motivo de atenção sim. Foram 4 os clássicos contra a duplinha, com 4 derrotas. Seja tecnicamente, taticamente ou psicologicamente, algo não funcionou nos confrontos contra os grandes e deve ser identificado e corrigido.

  • Marcação nas laterais

Apesar de um sistema defensivo ainda sólido, vejo a nossa marcação pelas laterais como o ponto mais vulnerável na proteção da nossa meta. Norberto e, principalmente, Giovanni são facilmente envolvidos em tramas ofensivas dos adversários. Cruzar bola na nossa área é tarefa fácil. Pra piorar, nossos dois laterais não compensam essa fragilidade com grande desempenho lá na frente.

  • Do meio pra frente

Aqui chegamos na parte do campo em que as coisas estão realmente bem ruins. Nos dois primeiros terços do campo, vamos bem. Mas, no último, a coisa fica feia. Pra começar, a bola não chega com qualidade vinda dos homens de trás. Quando chega, os homens de frente não a tratam com o carinho que merece. Não se vê qualidade de passe, deslocamentos inteligentes, tabelas rápidas e, principalmente, não há dribles e jogadas diferentes que busquem quebrar a solidez defensiva dos adversários. Pra piorar, as jogadas de bola parada também não funcionam. O ataque americano parece sempre acreditar que os gols sairão na base do “tanto bate até que fura”. Isso funcionou bem na Série B. Já na A, tenho enormes dúvidas.

E agora, José?

É chegada a hora do maior desafio do ano: o Brasileirão. Nossa linha do tempo recente nos mostra um desastre completo no rebaixamento de 2016, uma evolução muito rápida e consistente em 2017 e um início de 2018 com um tímida, muito tímida, evolução no contexto geral. Temos um elenco claramente mais qualificado que o de 2016 e , também, mais encorpado que o de 2017. Mas, um time que não conseguiu se acertar tão bem neste início de ano.

Para mim, é como se continuássemos no caminho certo, mas tendo desacelerado um pouco o processo de evolução nestes primeiros 3 meses de 2018. Nada que justifique desespero ou pessimismo. Mas, algo que deve servir de alerta e motivação para esta reta final de preparação para o Brasileirão de 2018.

Walisson Fernandes
twitter.com/FernandesWali


ASSINE O CANAL E ACOMPANHE O PODCAST AO VIVO: http://www.youtube.com/decadentes/

ASSINE O PODCAST NO SEU SMARTPHONE: iTunes, Android, RSS, DeezerTuneIn

SIGA OS DECADENTES NAS REDES SOCIAIS:
Facebook: http://www.fb.com/DecadentesAMG
Twitter: http://twitter.com/DecadentesAMG
Aplicativo: http://app.vc/decadentes

8 comentários sobre “Estamos prontos para a Série A?

  1. Muito boa a análise do Wallisson, principalmente no que concerne ao “Do meio pra frente” e quanto à desaceleração na evolução da equipe. Teremos poucas oportunidades de marcar na série A, pois seremos mais pressionados, e, portanto, cabe ao nosso ataque ser mais eficiente, o que não ocorre.
    He Man precisa de um banco. A evolução foi lenta mesmo, e apesar de concordar com o nosso técnico quanto à definição de um padrão de jogo, vemos pouca capacidade de variação quando precisamos tentar algo diferente – isso nossa equipe não consegue fazer e parece não estar treinada para isso. Precisamos mesmo é de uns dois amistosos com equipes de série A para preparar melhor a equipe.

    Curtir

  2. Não acho que o Luan seja essa tragédia toda que a torcida tanto fala. Luan ainda é o único do ataque que não se omite em jogos grandes. Aylon, por exemplo, se escondeu nos 4 jogos contra a dupla.
    Quanto aos nossos laterais, achei que o nobre Wallison foi perfeito em sua análise.
    E vejo claramente o buraco que é entre a nossa zaga e o nosso ataque. Estamos jogando sem armador (Serginho joga sempre enfiado entre os beques), e o Enderson teima em não mudar isso.

    Curtir

  3. Boa noite amigos concordo em tudo que falaram também não gosto de como Serginho se apresenta pois sobrecarrega de mais os dois volantes e laterais que se sentem na obrigação de preencher espaco não ocupado pelo Serginho.Marquinho no lugar de Luan melhora muito o ataque .

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s