Matheusinho: Fracasso ou promessa?

Matheusinho é um jogador que divide opiniões, a eterna promessa da base americana conta com a boa vontade de parte da torcida ao mesmo passo que é visto com desconfiança por outros tantos. Mas afinal, são justos os elogios de seus defensores e as críticas dos que o atacam? 

Matheusinho durante duelo entre América x Guarani-SP - Foto: Mourão Panda / América
Matheusinho durante duelo entre América x Guarani-SP – Foto: Mourão Panda / América

Nosso Rei do Instagram já atingiu a marca de 99 jogos como profissional, trazendo um baixo número de gols, apenas 8 gols nestes jogos totais e, se retirarmos os jogos do campeonato mineiro, ele registra apenas 4 gols e 5 assistências nesses 78 jogos pelas competições de melhor nível técnico. Estes números não são muito promissores, não condizem com a expectativa criada em torno dele no seu tempo e parça do Neymar. 

No entanto ele ainda goza de prestígio com nossos treinadores, tinha a confiança do Posto Ipiranga, foi muito elogiado pelo Pardal Batista, era peça importante no esquema do Givanildo e se mantem firme no Bonde do Tigrão.  Mas ele se justifica em campo?  

Bem, analisando os números dele nesta Serie B, podemos ver que há exageros tanto nas críticas quanto nos elogios: 

 Nos 14 jogos em que entrou em campo, nosso camisa 10 levou em média 282 minutos para cada finalização certa, 212 minutos para acertar um drible, deu um passe para finalização a cada 47 minutos e acertou 23% dos cruzamentos tentados. Se compararmos com as outras opções ofensivas ele possui a segunda melhor média no quesito passes para finalização, perdendo apenas para o Berola que cria uma oportunidade a cada 28 minutos. Se pegarmos o tempo para cada drible, Berola lidera o quesito disparadamente, e o Bilu também apresenta certo destaque, deixando o Matheusinho aparece em terceiro neste ranking. Em compensação é nosso Instagramer quem leva mais tempo para acertar um chute no gol, quesito liderado pelo Azevedo. 

Neto Berola durante duelo entre São Bento-SP e América - Foto: Daniel Hott / América
Neto Berola durante duelo entre São Bento-SP e América – Foto: Daniel Hott / América

Se formos olhar a parte defensiva do seu jogo, Matheusinho faz um desarme a cada 71 minutos. Uma média similar à de Azevedo e Berola, 71 e 72 minutos por roubada de bola respectivamente, em compensação é inferior à dos 62 minutos que o Bilu leva para cada ação destas e em geral e bem que nossos jogadores de defesa.  

Bem, os números de nossa eterna promessa não são de fato um primor. Ao comparar com as opções ofensivas que mais foram utilizadas este ano, podemos dizer que ele não está longe da média, ele não se destoa tanto negativamente quando se apregoa, mas também não é essencial taticamente como outros dizem. Talvez tudo o que falta para o Matheusinho ser analisado mais justamente e aceitar que ele dificilmente será um craque ou um jogador para ser destaque de clube, mas e um jogador que pode ser sim um coadjuvante. Se não um jogador para ser titular absoluto, alguém em que se possa confiar no plantel, para fazer uma boa quantidade de jogos por ano, seja por lesão de um jogador destaque, para rodar elenco ou por mais se adequar ao estilo de jogo de um adversário.  

4 comentários sobre “Matheusinho: Fracasso ou promessa?

  1. Ótima análise. Gostaria de ressaltar que não sou um defensor ferrenho do Matheusinho. Mas acho que em 2017 ele teve uma participação muito boa na campanha do título. Da contusão pra cá, não tem feito muito. Outro fator, que na minha opinião, ele leva vantagem é ser da base americana. Para mim a base sempre teve ter mais chances. E se ele está na média dos outros jogadores que temos, que a base tenha preferência. Valorizar o que é de casa nunca é ruim. O mesmo serve para os outros jogadores que parte da torcida, de twitter, fica cornetando. Colocar a base é dar ânimo para que mais garotos vejam no América e não nos rivais uma chance no futebol. Assim poderemos ter a base que tínhamos antes e quem sabe surgir novos Eullers e outros mais.

    Curtir

  2. Ótima análise! Pesa a favor do Matheusinho a pouca idade e o fato de que ainda pode evoluir. Mas, pra mim, esta temporada dele está sendo muito frustrante. Na Série B, já com uma rodagem boa, achei que ele poderia, enfim, deslanchar. Mas, até agora, o que vemos é um jogador de composição de elenco em uma Série B.

    Curtir

  3. O que falta no mateusinho e maior vontade mais garra ele tem que partir pra cima dos adversários cm confiança ele emuinto desligado e parar de se achar craque ele tem muito a evoluir mas tem que se dedicar mais se não vai ser uma eterna promessa garra vontade e que lhe falta????

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s