Decadentes #138 – Palmeiras 1×1 América (Copa do Brasil 2018)

A Classificação não veio, mas não faltou luta em campo.

VENDAS DE INGRESSOS PARA AMÉRICA X SÃO PAULO:
https://americamineiro.com.br/club/news/2018/5/24/com-campanha-do-agasalho-america-lanca-passaporte-de-ingressos/

AMÉRICA LOCOMOTIVA FEMININO: FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdwjclTp6K3sX4LJdVUrz3HBaaYvpT-KXetfMMPxlTdogkddQ/viewform


Download MP3 – Clique com o botão direito do mouse e escolha Salvar como / Save As Continuar lendo

Pós-jogo: América 1 x 0 Botafogo

A tarde fria de domingo, 20 de maio de 2018, ficou marcada por mais uma vitória pra cima do nosso freguês de Série A: o Botafogo. E, mais que os três pontos, o triunfo valeu pela bela apresentação da equipe americana e pela manutenção de 100% de aproveitamento dentro de casa no Brasileirão. Um primeiro tempo em que o América conseguiu se impor em seus domínios e encontrou facilidades para criar boas jogadas no terço final do campo. As duplas de beirada de campo se entenderam bem e, tanto defensiva quanto ofensivamente, Luan e Giovanni pela esquerda e Norberto e Aderlan pela direita, conseguiam segurar o pouco inspirado ataque alvinegro e levar perigo para a zaga do time da estrela solitária.

Já no segundo tempo, como era de se esperar, a intensidade do jogo diminuiu. Porém, nada que ameaçasse a superioridade americana na partida. Se na partida contra o Ceará tivemos 3 substituições desastrosas, desta feita as 3 mudanças feitas pelo técnico Enderson Moreira funcionaram e o time ganhou fôlego para seguir tentar abrir o placar. E, confirmando isso, o gol saiu aos 32 minutos do segundo tempo, em jogada de dois atletas vindos do banco de reservas: assistência de Rafael Moura e finalização de Juninho.

Juninho

Foto: Mourão Panda (@photompanda) / América MG

Depois do placar inaugurado, foi a vez do América segurar o Botafogo, dessa vez no momento certo: no fim do jogo – e não na virada para o segundo tempo, como na partida contra o Ceará. E os minutos finais seguiram com certa tranquilidade, com o América tomando os seus cuidados defensivos, mas sem abrir mão dos contra-ataques. Com a vitória, a equipe americana subiu para a 6ª colocação no Campeonato Brasileiro.

Destaques individuais

Escolhido como Bala do Jogo, em votação no programa Decadentes sobre a partida, o volante Leandro Donizete precisou de poucas partidas para se adaptar e se tornar o “dono do meio campo americano”. Com a garra de sempre, a liderança espontânea de um verdadeiro líder e um futebol de alto nível, o xerifão americano foi, novamente, o jogador que mais acertou passes na partida.

Juninho entrou no fim do primeiro tempo, após contusão do Zé do Coelho, e correu mais que notícia ruim. O volante americano, como de costume, esteve presente em todos os espaços do campo, sempre pressionando os alvinegros e recuperando a posse de bola em várias oportunidades. A apresentação dele acabou premiada com o gol.

Outro destaque, além dos habituais Messias e João Ricardo, foi o zagueiro Matheus Ferraz. Alvo de desconfiança da torcida (e deste humilde colunista), o Maldini Americano (mais pela aparência do que pelo futebol) voltou a jogar bem e, desta vez, contra um ataque mais forte e com mais recursos do que o último adversário.

Maldini Americano

Foto: Mourão Panda (@photompanda) / América MG

Tempos dourados

Um uniforme lindo para um time que jogou bonito. Ahhhh, que coisa linda ver a nova versão do manto americano em campo! Confesso que, de perto, não gostei da aplicação do nosso escudo: muito pequeno e no mesmo tom da camisa. Mas, olhando das arquibancadas para o gramado, nosso novo 3º uniforme estava imponente e elegante como sempre. O verde escuro e o dourado trouxeram a diferença necessária para um 3º uniforme e o requinte que as camisas americanas costumam ter. Parabéns para o fornecedor de material esportivo e para a direção americana!

Novo uniforme

Foto: Mourão Panda (@photompanda) / América MG

Ficha do jogo

O América foi a campo com João Ricardo; Norberto, Messias, Matheus Ferraz e Giovanni; Leandro Donizete, Zé Ricardo (saiu para a entrada de Juninho) e Serginho (saiu para a entrada de Ruy); Aderlan, Luan e Judivan (saiu para a entrada de Rafael Moura). Treinador:Enderson Moreira.

O Botafogo jogou com  Jefferson; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson (saiu para a entrada de Moisés); Rodrigo Lindoso, Gustavo Buchecha, Matheus Fernandes e Luiz Fernandes; Renatinho (saiu para a entrada de Aguirre) e Brenner (saiu para a entrada de Kiesa). Treinador: Alberto Valentim.

Gol: Juninho para o América, aos 32 minutos do segundo tempo
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)

Próximo jogo

O América volta aos gramados já nesta quarta-feira, 23 de maio, às 21h45, contra o Palmeiras, em São Paulo, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Com a derrota por 2 x 1 no jogo de ida, o Coelhão tem a dura missão de reverter a vantagem dos pulistas. Já pelo Brasileirão, o time volta a jogar no domingo, às 19h, contra o São Paulo, novamente no Independência.

Walisson Fernandes
twitter.com/FernandesWali

Créditos da Foto de Capa: Mourão Panda (@photompanda) / América MG

Continuar lendo

Pré Jogo : América x Botafogo

Bom dia, Nação Americana.

Hoje entraremos em campo mais uma vez em nossa casa. E que temos até agora 100% de aproveitamento.

Os erros de arbitragem, ao meu ver, podem ser positivos para a nossa equipe. Parece estranho isso, mas vou explicar. Claro que para a tabela de classificação, esses 2 pontos eram essenciais. Mas fiquei sabendo que o papo no vestiário após o jogo, foi que a equipe terá de entrar em todos os jogos para ganhar não só dos adversários, mas também dos árbitros e das demais interferências que existirem. E todos se comprometeram À dar raça e toda vontade para vencer todos estes rivais.

Bom, mas vamos esquecer o Ceará, e vamos focar no nosso próximo adversário. O Botafogo vem de resultado importantes:

  • 1ª rodada: Botafogo 1 x 1 Palmeiras
  • 2ª rodada: Sport 1 x 1 Botafogo
  • 3ª rodada: Botafogo 2 x 1 Grêmio
  • 4ª rodada: Cruzeiro 1 x 0 Botafogo
  • 5ª rodada: Botafogo 2 x 1 Fluminense

A equipe carioca, nessas cinco primeiras rodadas, já encarou pelo menos três times favoritas para conquistar o título brasileiro: Palmeiras, Grêmio e Cruzeiro. Dentre estes três oponentes só perdeu para o Cruzeiro e ocupa a sexta posição no campeonato.

Desde a chegada de Alberto Valentim, a equipe vem se tornando cada vez mais organizada e chata de ser batida.

A zaga dos cariocas, é composta por zagueiros altos, então hoje não deve ser mesmo um jogo para ficar alçando bola na área. Pode ser até por este motivo, que o Enderson esteja apostando na entrada de Judivan, tentando deixar o time mais rápido. Os laterais apoiam bastante e podemos explorar essas brechas que podem surgir na partida.

Jefferson é o grande destaque da equipe. Goleiro experiente e que teve grande atuação na última segunda-feira contra o Fluminense.

O meio campo é compacto, dois volantes de marcação e a opção de velocidade com o Renatinho, que também é habilidoso. O ataque é lento, mas deve se ter cuidado com Kieza, que sabe aproveitar as chances que tem.

Analisando jogador por jogador, quem tem a melhor equipe? Quem você escolheria pra jogar na sua equipe da pelada do fim de semana? Em negrito, o jogador que ganha o duelo.

  • João Ricardo x Jefferson (EMPATE)
  • Norberto x Marcinho
  • Messias x Igor Rabello (EMPATE)
  • Matheus Ferraz x Joel Carli 
  • Giovanni x Gilson
  • Leandro Donizete x Matheus Fernandes
  • Zé Ricardo x Rodrigo Lindoso
  • Serginho x Renatinho
  • Aderlan x Luiz Fernando
  • Luan x Kieza
  • Judivan x Brenner

E pra você? Quem ganha o duelo mano a mano? Deixe seu comentário abaixo.

Boa sorte pro nosso Coelho hoje. E que consigamos uma bela vitória, que nos deixará com 10 pontos e tranquilos na classificação.

Bem, é isso então. Até daqui a pouco, no aquecimento no Pardal. COELHoOoOoOoOoOo

Rainer Radicchi
twitter.com/rainerradicchi Continuar lendo

De Letra – nº 1145

OLÁ, caros leitores semanais! Imaginava que o meu glorioso e querido América incomodava somente em nível estadual. Ledo engano! Veja bem, caro e atento leitor de meu modesto Blog internacional que, já nas cinco rodadas iniciais do Brasileirão da Série A, o desprotegido Coelho foi prejudicado em dois jogos. Cinco importantes pontos ficaram no meio do caminho (três contra o Urubu carioca e dois contra o Vovô cearense). Resumo da ópera: hoje o Mecão poderia estar com 12 pontos ganhos na liderança absoluta da competição. Fazer o quê, se o “apito amigo” fala mais alto?

COMO sempre tive o sadio habilito de falar e provar, vou recapitular: contra o Flamengo, em pleno Maracanã, quando o Coelho sufocava, o “soprador de apito” marcou tiro de meta. Mas, depois de muita “catimba” e troca de empurrões, o cidadão voltou atrás e assinalou pênalti, tirando o equilíbrio da partida. O Mengão tirou proveito da arbitragem e levou os três pontos. Fazer o quê, se o “apito amigo” fala mais alto?

E, ontem, que barbaridade! O “soprador de apito” goiano conseguiu a proeza de transformar nossa vitória em empate, validando um gol do Vovô em escandaloso impedimento e, não satisfeito, inventou um pênalti que apenas ele viu, já nos acréscimos, transformando três pontos do Coelho em um. Pois é, americanos Felipe Amore Santiago e Sérgio Tavares, os “homens de preto” continuam “aprontando”. Mesmo assim, estamos a somente três pontos da liderança. Esse Coelho é muito forte…

ATÉ a próxima.

Miguel Santiago
Blog Miguel de Letra: http://migueldeletra.blogspot.com.br
Miguel Santiago publica originalmente em seu blog, Miguel de Letra, e carinhosamente cede sua lavra para o Decadentes.

Continuar lendo

Somos cada vez mais

A teoria dos Seis Graus de Separação é uma teoria surgida nos EUA nos anos 60 que prega que existem, no máximo, seis graus de separação entre você que está lendo e qualquer pessoa no planeta. Ou seja, você tem um conhecido, que conhece alguém, que conhece alguém que eventualmente conhece o esquimó que mora no iglu número 5 do Círculo Polar Ártico. Se isso era verdade em 1961, imagine hoje com advento das  redes sociais e de um mundo cada vez mais globalizado. Somos cada vez mais uma tribo menor em um planeta desimportante em um canto remoto de uma galáxia sem graça, como disse Carl Sagan.

Me lembrei dessa teoria enquanto pensava nas novas médias de público do América esse ano. Se você tem frequentado o Independência, certamente observou mudanças interessantes nas pessoas que ficam ali na Rua Pitangui, esperando mais um jogo do Coelhão. Costumo chamar essas pessoas de “a maior família do mundo”, pois nos conhecemos quase todos direta ou indiretamente. Aponte um indivíduo aleatório comendo um espetinho distraído e se você não o conhece, certamente é amigo de alguém que conhece.

Refinamento Sucessivo

Por que somos um grupo tão concentrado assim? Sofremos um processo de depuração e refinamento sucessivo com os anos. Não tenho a vivência para escrever sobre as mudanças na torcida antes dos anos 80, a não ser pelos relatos de quem viveu. Mas me lembro de criança nos anos 80, ver muito mais torcedores do América em campo do que vemos hoje. Entretanto, as décadas de 80, 90 e 2000, com poucos momentos de exceção, foram difíceis. Ao mesmo tempo, a duplinha alternadamente teve conquistas e bons times, não o tempo todo, mas o suficiente para afastar um simpatizante daquele time simpático mas que só sabia sofrer.

Além disso, existe a figura do torcedor ocasional. Aquele que nunca vai ler esse texto. Sabe aquele seu amigo que diz pra todo mundo que é americano mas que você quase nunca conseguiu levar pro campo? Aquele tio que se orgulha do time mas não sabe quais são os próximos jogos? Não o caracterizo como simpatizante, pois possui uma identificação mais firme com o América. Ele consome o time ocasionalmente, quando lhe convém e quando não existe algo mais prioritário no horizonte.

Sobramos nós, o núcleo duro dos torcedores do América. Se você está lendo uma coluna no site dos Decadentes, provavelmente você é um torcedor que respira América. Opina nas escalações, apoia ou critica certos jogadores, já foi pelo menos uma vez na Sede do América e acompanha notícias sobre o Feminino, a Base e o Futebol Americano. Nós somos aqueles mil e poucos que formamos a média de público do time até 2017, aqueles manos e minas que já decoramos a cara na Pitangui.

41256359734_8035b30d64_z

Crédito: Mourão Panda(@photompanda)/América

Crescimento

Se essa divisão tem algum sentido, podemos entender a evolução da nossa média de público através dela. Aumentar a média de público é uma coisa boa? Já vi muitos torcedores reclamando da dificuldade de entrar, estacionar, de comprar cerveja, mil coisas enfim. Mas para o clube, que é a razão final de todos irmos em campo, é importantíssimo trazer gente para o estádio. No curto prazo, mais torcedores representam mais apoio em campo e mais representatividade na mídia. No médio prazo, ganhamos em verbas de patrocínio e consumo de produtos América, que reflete em melhores contratos e jogadores. A longo prazo, estamos garantindo a sobrevivência do clube, na conquista de novos torcedores que formarão o núcleo duro  do futuro América. Todo jogo é o primeiro jogo de alguém. O menininho ou a menininha que está entrando no Pitangui hoje será quem vai chorar com você na arquibancada no título daqui alguns anos. Será um futuro presidente da Barra UNA, da Avacoelhada, da Seita Verde ou do América.

As ações do Onda Verde e do Departamento de Marketing tem sido muito acertadas no seu objetivo: melhorar a média. Parabéns a quem detalhou o plano de Marketing do Coelhão, trabalhando públicos diferentes. As promoções de atração de público tem focado no simpatizante e no torcedor ocasional, com a dupla aceitação nas catracas, a ação com a Cabify, Brahma grátis e, no ano passado, pula-pula e outros mimos. Já o público cativo tem sido trabalhado com ações de acolhida, como a narração da escalação, o Match Day e o Café com o Técnico. O sócio-torcedor Onda Verde é um programa com excelente custo-benefício, sobretudo se comparado aos equivalentes da duplinha.

Portanto, esse aumento de média ocorre pela absorção dos simpatizantes e ocasionais, que com o tempo vão se aproximando do clube. Uma boa fase em campo aliada a uma acolhida familiar nossa desse novo grupo farão com que o Coelhão seja cada vez maior. Estamos sofrendo as dores do crescimento e isso é ótimo!

Grande abraço a todos!

Jairo Viana
twitter.com/jairovianajr


PROGRAMA SÓCIO-CORNETEIRO: APOIE O DECADENTES NO CATERSE
| R$ 5 | R$ 10 | R$ 20 | R$ 50 | R$ 500 (Anunciante) |

ASSINE O CANAL E ACOMPANHE O PODCAST AO VIVO: http://www.youtube.com/decadentes/

ASSINE O PODCAST NO SEU SMARTPHONE: iTunes, Android, RSS, DeezerTuneIn

SIGA OS DECADENTES NAS REDES SOCIAIS:
Facebook: http://www.fb.com/DecadentesAMG
Twitter: http://twitter.com/DecadentesAMG
Aplicativo: http://app.vc/decadentes

Créditos da Foto de Capa: Mourão Panda(@photompanda)/América

Decadentes #135 – América 1×2 Palmeiras (Copa do Brasil 2018)

Houvesse justiça no futebol, o América sairia deste jogo com ao menos um empate, mas valeu a luta. Infelizmente, as congratulações não são para todos. Tem peça precisando ser recauchutada no estaleiro.

CONVIDADO PALMEIRENSE: GABRIEL BONZ  DO GIZ CAST


Download MP3 – Clique com o botão direito do mouse e escolha Salvar como / Save As

PROGRAMA SÓCIO-CORNETEIRO: APOIE O DECADENTES NO CATERSE – http://www.catarse.me/decadentes

ASSINE O PODCAST NO SEU SMARTPHONE:
iPhone |  Android | RSS |  Deezer | TuneIn

SIGA OS DECADENTES NAS REDES SOCIAIS:
Facebook: http://www.fb.com/DecadentesAMG
Twitter: http://twitter.com/DecadentesAMG
Aplicativo: http://app.vc/decadentes

TIME TITULAR
Cláudio Sálvio [Corneta Americana: fb.com/cornetaamericana | twitter.com/claudio_salvio]
Henrique Pinheiro [Geral do Decacampeão: fb.com/Geral.America | twitter.com/geral_america]
Jairo Viana [twitter.com/jairovianajr] 
Sérgio Tavares [twitter.com/stsalviano]
Walisson Fernandes [twitter.com/FernandesWali]

#AcreditaAmérica #DecadentesAMG #Coelhão

Decadentes #134 – Vasco 4×1 América (Brasileirão 2018)

“Perdeu, preiboi!”, foi o que se ouviu no Rio ontem após a pelada em São Januário. América apático, cometendo muitos erros, principalmente em seu sistema defensivo, e nos dando a esperança com o primeiro gol. Ledo engano! Quem comemorou no intervalo, não estava assistindo o mesmo jogo.

CONVIDADO VASCAÍNO: FABRÍCIO MARTINS do OLHARES DO PODCAST


Download MP3 – Clique com o botão direito do mouse e escolha Salvar como / Save As

PROGRAMA SÓCIO-CORNETEIRO: APOIE O DECADENTES NO CATERSE – http://www.catarse.me/decadentes

ASSINE O PODCAST NO SEU SMARTPHONE:
iPhone |  Android | RSS |  Deezer | TuneIn

SIGA OS DECADENTES NAS REDES SOCIAIS:
Facebook: http://www.fb.com/DecadentesAMG
Twitter: http://twitter.com/DecadentesAMG
Aplicativo: http://app.vc/decadentes

TIME TITULAR
Cláudio Sálvio [Corneta Americana: fb.com/cornetaamericana | twitter.com/claudio_salvio]
Henrique Pinheiro [Geral do Decacampeão: fb.com/Geral.America | twitter.com/geral_america]
Jairo Viana [twitter.com/jairovianajr] 
Sérgio Tavares [twitter.com/stsalviano]
Walisson Fernandes [twitter.com/FernandesWali]

#AcreditaAmérica #DecadentesAMG #Coelhão