Pois o América é como pão: Quanto mais apanha, mais cresce!

Volto a escrever aqui em nosso saudoso espaço por uma causa nobilíssima: Dar as boas-vindas para a equipe da Terça do Coelho ao nosso canal Decadentes. A mesma equipe que fazia um programa essencial sobre o América ás terças ás 20:30 em semi-defunto canal de tendência alvinegra vem abrilhantar nossa casa a partir de hoje. Mas antes das boas vindas de fato, um pequeno interlúdio.

Os ditos representantes da imprensa mineira tem uma longa história em ignorar e humilhar o América. Afonsinho conta sempre o caso em que um dos Carneiros (esqueci qual dos dois, mas acredito ser o Emanuel), dono da Rádio Itatiaia, profetizou que se o CT Lanna Drumond viesse a existir, ele mesmo comeria a grama do CT. Profetizou no vazio, pois na inauguração, Afonsinho o serviu um prato da deliciosa grama, acompanhada de sal, alimento próprio dos ruminantes.

Na semana passada, um dos membros da tal imprensa mineira nos humilhou enquanto torcida, dizendo que somos vergonhosa. E sugerindo a nossos dirigentes que vendam os mandos de campo de nossos jogos, uma vez que nossa torcida parece não saber apreciar o time que tem.

A esse senhor, que parece sofrer de algum tipo de antipatia ao América e sua torcida, peço respeito a nós. Existimos e resistimos. Enquanto houver um americano disposto a cantar o hino no estádio, a torcida deve ser respeitada e valorizada. Se não somos numerosos, calamos torcidas que são. Peço respeito em nome das pequenas, tristes e belas histórias que cada torcedor escreve pra estar presente no Independência. São essas histórias que formam a tapeçaria rica que chamamos AMÉRICA FUTEBOL CLUBE.

Enterremos os que já se enterraram e vamos falar de vida nova. Os cinco americanos que hoje estreiam na Terça do Coelho são torcedores e comunicadores de primeira linha. Fred e Bárbara conheço como ouvinte de suas opiniões relevantes e bem colocadas. São representantes de geração mais jovem que a minha e apaixonadíssima. Felipe Minto é um grande jornalista e apresentador, que faz as perguntas mais certeiras nas coletivas e que leva com maestria a condução do programa. Além de tudo, uma pessoa agregadora e de opiniões bem formadas. Nunca seria um erro colocá-lo na liderança de qualquer projeto, meu caro Felipe, muito menos a frente de um projeto para nosso Coelhão.

Aos amigos Guilherme “Saci” Rios e “Lucão” Prates, tenho por eles a mais profunda admiração, por tudo que fazem pelo clube e pelo amor que compartilhamos por essa casa centenária que é o América. Sou testemunha dos seus “corres” e sei muito bem o que vocês passam, e mais importante, do que vocês relevam pra continuar prestando bons serviços ao Coelhão. Como eles, todos fazemos por amor ao clube. E por isso, fico muito feliz por estarmos juntos.

A dificuldade faz com que os povos oprimidos se unam. E foi exatamente isso que aconteceu. Nos chamem de “banda podre”, de iludidos e de fanáticos. Estamos mais unidos que nunca e desejo a vocês um sucesso ainda maior do que já tem. A torcida nos conhece e nos dará o real adjetivo que merecemos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s